Escolha uma Página Menu

Em tempos de pandemia e isolamento social, é imprescindível não notarmos um crescimento do nosso contato com o mundo virtual.

A conversa com o amigo virou um bate-papo no WhatsApp ou no Zoom. O jantar em família virou um acontecimento grandioso e cheio de telas. O que falar das LIVES? Um sucesso de conteúdo.

E é o conteúdo, em si, que está ganhando destaque nesse momento. Enquanto trocamos conteúdos e informações, não percebemos em quantos links clicamos, em quais sites fizemos cadastros, e por quais e-mails baixamos arquivos.

Nesse contexto, conversamos hoje com nosso Head de SRE e Segurança da Informação, Gustavo Lichti. Começamos perguntando o que o COVID-19 trouxe de novo para o universo da segurança da informação. Levando em consideração que estamos consumindo mais conteúdo digital, ele nos disse: “Essa pandemia nos trouxe muitos desafios no ramo profissional e no pessoal. Particularmente, aqui no Time de Segurança da Informação, além de mudar o formato de trabalho, começamos campanhas para proteção de dados e segurança pós-COVID-19. Por exemplo, algo que tem dado dor de cabeça para muita gente: o aumento do número de golpes virtuais, fator resultante da crise econômica causada pelo corona vírus.”

Lidar com uma ou duas telas para toda forma de interação é um cenário pelo qual a população mundial em geral não estava preparada. Colocar a vida pessoal e profissional dentro de um mesmo ambiente, sem chance de buscar consumo de conteúdo fora, é algo que mexe com nosso modo de viver. Lichti conta que muitas empresas não estavam preparadas para esse cenário do trabalho remoto, o que, com ou sem golpes, implica na forma de atuar dentro da segurança da informação. “Os riscos da segurança à informação também crescem com esse novo formato de trabalho, afinal, as empresas estavam acostumadas a estrutura física do escritório, com todos os processos de segurança bem redondos.” Aqui na Geru o Time de Segurança da Informação teve atenção redobrada para garantir que essa transição do escritório para casa fosse feita com, literalmente, segurança.

Nosso Head fala mais sobre esse trabalho todo e os desafios que surgiram ao longo desse processo: “Bom, não estávamos prevendo essa pandemia, mas, isso não significa que não estávamos preparados no quesito ‘podemos trabalhar de qualquer lugar’. Afinal, já tínhamos um pedaço do Time trabalhando 100% remoto antes mesmo do COVID-19. Atuamos nos últimos anos para quebrar esse perímetro e poder ter novas opções, inovando nos formatos de local de trabalho.” Gustavo ainda completa que já pensávamos em trabalho remoto e segurança da informação para esse formato, só não esperávamos fazer a migração radical por conta de uma pandemia cruel. Ele diz: “Nos pegou de surpresa, mas, estávamos preparados. Esse momento atípico nos deu o desafio de estruturar todo nosso ecossistema de segurança da informação para que atendesse aos critérios da nossa nova realidade.”

A Geru sempre acreditou que as pessoas poderiam estar trabalhando no escritório da empresa, no café ao lado ou em casa. Por isso, conscientizamos nossos colegas e, como líder, Lichti fala: “Sempre fomos unidos, transparentes e conscientes. Por incrível que pareça, o isolamento uniu. Iremos sair dessa muito melhores, com novos valores, mais resilientes.”

%d blogueiros gostam disto: