Escolha uma Página Menu

Pagar à vista ou parcelar: o que compensa mais?

23 dez 2019 | Finanças

Se você já tem as finanças organizadas ou está nesse processo, um dos primeiros aprendizados é que todas as compras devem ser, na medida do possível, planejadas de acordo com as possibilidades do seu orçamento. Assim, fica muito mais fácil conseguir cumprir com suas metas financeiras

Pense nas suas compras com responsabilidade

Responsabilidade e maturidade financeira são imprescindíveis no processo de educação financeira. Quando analisamos nossas despesas a partir de uma perspectiva financeiramente madura e responsável, podemos distinguir os gastos realmente necessários dos que são apenas desejos de consumo. Estes últimos não estão proibidos, contudo, você pode esperar o melhor momento para aquisição deste tipo de item. 

Mas, ainda assim, você pode estar diante da seguinte situação: prestes a fazer uma compra planejada, sabendo que esta não vai comprometer suas finanças pessoais. Nesse momento é possível que surja a dúvida: é melhor realizar o pagamento à vista ou parcelado? De uma só vez e assim “se livrar” de uma dívida ou diluir o valor em parcelas, que podem dar mais flexibilidade ao seu orçamento pessoal ou da sua família?

Não existe uma resposta padrão e correta. É precisa analisar bem todo o contexto, pois a melhor decisão vai variar caso a caso.

À vista ou parcelado: qual a melhor opção?

Hoje em dia a maioria das lojas oferece condições de parcelamento para as compras. É possível até mesmo parcelar as compras no supermercado, por meio de cartão de crédito. Mas vale lembrar que é altamente desaconselhável que você realize esse tipo de compra usando esse meio de pagamento. 

Caso você possua uma boa reserva financeira, você pode considerar realizar o pagamento em uma só parcela. Mas aqui é preciso ter toda a atenção. 

Uma loja oferece um produto em, por exemplo, 12 vezes sem juros. Nesse caso, você deve tentar negociar um desconto à vista. A partir daí, há dois caminhos: caso a loja conceda o desconto, você deve observar de quanto. Caso seja 10% ou mais, a melhor opção é o pagamento à vista. Isso porque o valor do desconto vai superar o valor de rendimento da maioria das aplicações financeiras disponíveis no mercado. 

Mas observe que essa estratégia só é vantajosa caso você tenha realmente uma reserva financeira. Caso contrário, pode ficar sem dinheiro para outras despesas e a vantagem obtida não irá te beneficiar. 

Mais ainda em um cenário de pessimismo e incerteza na economia, só se deve usar essa estratégia caso você consiga não comprometer seu orçamento. Lembre-se que, além de estarmos em um momento de alta na inflação e no dólar, despesas inesperadas podem ocorrer a qualquer momento. 

Caso você tenha decidido resgatar valores investidos, mais uma vez é necessário realizar alguns cálculos. Se é um investimento de longo prazo é quase certo que não valerá a pena fazer o resgate para realizar a compra à vista, comparando com a modalidade a prazo. É preciso também considerar se há taxas a serem pagas no resgate. Estas também devem fazer parte do cálculo.

Pagar à vista x a prazo: prós e contras 

Pagar à vista

Pontos positivos:

  • Ao quitar de uma só vez uma compra, libera-se o orçamento dos próximos meses, não comprometendo a renda pessoal ou da família.
  • Essa modalidade de compra pode passar mais segurança, principalmente em casos de perda de renda, como uma situação de desemprego. Assim você não terá que se preocupar com compras já realizadas.
  • Podem ser negociados bons descontos, algumas lojas podem oferecer condições bastante vantajosas para o cliente que decide pagar à vista. 

Pontos negativos:

  • Comprar à vista pode significar acabar com as suas reservas financeiras, ainda que se tenha conseguido um bom desconto. Há o risco de que a vantagem se perca, já que você ficará completamente descapitalizado para despesas futuras.
  • Se a compra for realizada à vista no cartão de débito, boleto bancário ou qualquer outro meio que não seja o cartão de crédito, pode-se perder vantagens. Essa regra é válida sobretudo se a compra for de um valor alto. Isso porque a maioria das operadoras de cartão de crédito oferece vantagens como programas de milhagem, pontos que podem ser trocados por produtos, descontos em lojas parceiras, programas de fidelidade etc.

Pagamento a prazo

Pontos positivos:

  • O consumidor pode adquirir um bem, ou pagar uma despesa urgente sem a necessidade de ter disponível o valor total para o pagamento. 
  • A depender do cenário econômico, em um contexto de inflação e desvalorização da moeda, pode ser mais vantajoso. 
  • Em uma situação de dificuldade financeira pode oferecer maior tranquilidade, já que você não terá gasto toda a sua reserva financeira. 

Pontos negativos:

  • Se não houver um controle minucioso sobre as próprias finanças, você pode facilmente ficar superendividado. O ideal é que só se comprometa com novas parcelas quando as compras antigas já tiverem sido quitadas.
  • A renda pessoal ou da família fica comprometida, sobretudo se a compra for realizada em muitas parcelas. 
  • Em alguns casos, você pode perder um bom desconto, caso a compra tivesse sido realizada à vista. 

Agora você já sabe, a tão difundida ideia de que “é sempre melhor pagar à vista” pode não ser verdadeira em todos os casos. A única recomendação absoluta é a necessidade de analisar e avaliar todos os cenários antes de tomar qualquer decisão. Fique sempre atento à cobranças de juros e se planeje para não cair em um consumismo compulsivo. Com planejamento e responsabilidade, todos os nossos planos podem sair do papel.   

 

Aqui na Geru, queremos te ajudar a entender melhor o mundo financeiro e prezamos por informações completas e claras. Se você gostou desse conteúdo e quer continuar aprendendo, acompanhe nosso blog e não perca nenhuma novidade. 

 Nós queremos te ajudar a realizar seus sonhos, de forma fácil e confiável. Venha simular um empréstimo com a gente:

%d blogueiros gostam disto: