Escolha uma Página Menu

Faltou dinheiro? Confira 5 dicas para autônomos lidarem com falta de caixa

17 abr 2020 | Finanças pós COVID-19

Estamos mudando nossas rotinas por conta das importantes recomendações de ficar em casa. Isso tudo devido a proliferação do vírus e sua rápida transmissão, porém, já parou para pensar nas pessoas que mais estão sofrendo por conta dessa nova forma de viver?

A restrição social afeta principalmente comerciantes, empreendedores e autônomos. Esse efeito se torna cadente ao pensar que afeta economicamente muitas famílias, funcionários, clientes, fornecedores e prestadores de serviços.

Mas, como é possível organizar um planejamento financeiro em que se estabeleça o menor prejuízo possível para o seu bolso e, também, para seus colaboradores? Elaboramos algumas dicas para você, veja:

1 – Renegocie prazos com fornecedores

Visto que o Brasil todo está nessa mesma situação, nada mais justo do que ter apelo por ajudar ao próximo e, claro, também pedir ajuda. Assim, uma grande engrenagem de solidariedade pode acontecer. É o caso dos fornecedores, que, em suma, são parceiros da sua empresa. Converse com eles sobre:

  • Extensão do prazo de pagamento de insumos e mercadorias;
  • Possibilidade de pausar o repasse de materiais – sem multa – caso você seja obrigado a fechar seu estabelecimento sem possibilidade de operar;
  • Facilidade, desconto ou diminuição de taxas em caso de pagamentos no crediário.

Além desses 3 conversas, veja se o seu parceiro prefere flexibilizar os ganhos e entender certas limitações, uma vez que, infelizmente, caso ele não aceite, correrá o risco de não receber nada e ver um de seus parceiros chegar em uma situação pior.

2 – Recorra ao online

Uma das opções que podem dar mais certo nesse momento é colocar seus produtos disponíveis para vendas online. Pense, estruture um esquema e faça parceria com alguma empresa de entrega online. Vai dar certo!

3 – Peça ajuda financeira

Caso você precise procurar bancos e instituições para uma ajuda financeira, pense na opção do empréstimo online. Eles são rápidos, descomplicados e, em suma, oferecem parcelas que cabem no seu bolso. Pesquisa e encontre o melhor valor para a sua situação no momento, para que, assim, você receba o dinheiro e consiga sobreviver nesse tempo de quarentena.

Fique atento com os prazos de pagamento, juros e custo total do processo.

4 – Negocie um empréstimo já contratado

Não deixe para amanhã a conversa que você pode ter hoje com a Instituição que você tem um empréstimo. Tente negociar prazos de pagamentos com juros congelados, explique a situação que você enfrenta e peça uma ajuda a mais nesse momento difícil.

Aqui na Geru, por exemplo, estamos com condições especiais para renegociação de parcelas. Para falar com nosso Time de Atendimento, clique aqui.

5 – Diga sim as promoções!

Um atrativo especial para esse momento é a criação de promoções. Cobrar preços especiais ou taxas menores de entrega de serviço podem alavancar seu negócio. Todo mundo está procurando por um desconto e, às vezes, é melhor oferecer esse desconto e receber pedidos, do que, não oferecer desconto e não ter um volume grande de pedidos.

%d blogueiros gostam disto: