Escolha uma Página Menu

O que levar em consideração ao solicitar um empréstimo para construção?

18 jun 19 | Finanças

Muitos proprietários sonham em renovar suas casas de cima a baixo, mas muitas vezes se contentam em fazer melhorias menores ao longo dos anos por falta de financiamento. Mas se você está decidido agora em assumir um grande projeto, pensar em um empréstimo para construção pode ser a sua saída!

Construções não são baratas, por isso, antes de começar, é importante pensar em como você pagará por elas. Neste artigo, vamos dar uma olhada no que você precisa planejar e em algumas das considerações que deve ter antes de fazer um empréstimo para construção! Vamos lá?

Definindo seu projeto e escopo

A primeira coisa que você precisa fazer no planejamento de seu projeto, antes de pedir um empréstimo para construção, é descobrir exatamente quais são seus objetivos e quais áreas da casa você deseja reformar. Poderia ser uma remodelação completa da cozinha ou um projeto multifacetado abordando várias partes da casa.

Você pode ter ideias detalhadas como: “instalar novas bancadas de quartzo cinza” ou pretensões mais gerais, como “tornar a sala de estar mais brilhante e mais espaçosa”. Os dois tipos de metas são úteis para determinar seu escopo, pois podem fornecer direção para o projeto, ou permitir alguma criatividade à medida que você aprende mais sobre as suas opções.

Seu orçamento e seu objetivo andam de mãos dadas, e seu escopo provavelmente mudará conforme você começar a receber lances e ver o quanto as coisas realmente custam. Se os custos projetados forem maiores do que o esperado (o que é provável), talvez seja necessário reduzir seu escopo para algo menos ambicioso. De toda forma, o empréstimo para construção pode atender suas necessidades.

Comece fazendo uma pesquisa sobre os custos médios do projeto para ter uma noção do que você pode assumir. Em seguida, analise suas finanças e defina um orçamento máximo para o seu projeto.

 Planejando o empréstimo para construção

Se você está planejando melhorias importantes, como aumentar a sala ou fazer uma área de churrasqueira, pode facilmente considerar gastar mais de R$ 5.000. Nesse caso, pode ser difícil conseguir usar um cartão de crédito.

A boa notícia é que as taxas de empréstimo para construção permaneceram competitivas nos últimos anos, especialmente com o surgimento do empréstimo pessoal online.

O empréstimo pessoal online é aquele que pode ser usado conforme seus objetivos. Ou seja, você não precisa justificar a destinação do dinheiro, como nos empréstimos para construção com bancos tradicionais. Dessa forma, o processo de solicitação é muito mais rápido e menos burocrático.

Mas mesmo sendo um empréstimo com taxas de juros mais competitivas, essa ainda é uma decisão que deve ser tomada com cuidado. Escolher um credor sério que ofereça boas condições para o empréstimo para construção é essencial.

Além disso, existem alguns pontos a considerar:

      Seu orçamento para o empréstimo: a partir do propósito e do orçamento do projeto, você deve saber quanto precisará pegar emprestado antes de fazer o empréstimo para construção. É importante que seu planejamento financeiro esteja em dia para que não peça a mais ou a menos daquilo que precisa;

      Taxas de juros do seu empréstimo: além da taxa de juros, é importante checar o CET (Custo Efetivo Total). Ele representa a soma de todas as taxas (incluindo juros) e custos envolvidos no seu contrato de empréstimo;

      Prazo do contrato: esse item também desempenha um papel importante na determinação do tanto que você pagará no final. Afinal, quanto mais parcelas, mais juros cobrados. Alguns empréstimos cobrarão uma taxa extra de adiantamento se você quiser pagá-lo antecipadamente. Se você obtiver um empréstimo para construção com a esperança de pagar a quantia integralmente antes da data de vencimento, não se esqueça de perguntar sobre quaisquer penalidades que possam existir;

      Multa sob o empréstimo: além de entender se a parcela cabe no seu orçamento, é preciso se planejar para pagá-las no dia do vencimento. Caso contrário, você estará sujeito a multas por atraso e juros de mora por dia atrasado. Todas essas condições e multas devem estar claramente descritas no seu contrato de empréstimo para construção. Tenha certeza de verificá-las antes de assinar o contrato.

Você deve ter um plano para efetuar os pagamentos em dia do seu empréstimo para construção e, também, saber se poderá pagar pela quantia emprestada. Lembre-se também que as melhores taxas são reservadas para aqueles com boa pontuação de crédito.

A Geru oferece empréstimo para construção confiável, com valores entre R$5.000 e R$ 50.000, com parcelas de 12 a 36 meses. Para fazer seu pedido, você poderá seguir os passos abaixo:

  1. Acesse nossa página principal;
  2. Faça a simulação do valor de que precisa e de quantas parcelas em que pretende pagar;
  3. Avalie as condições e, caso esteja tudo certo, clique em “solicitar empréstimo”;
  4. Preencha os dados solicitados, incluindo conta bancária em seu nome;
  5. Aguarde nossa avaliação do seu pedido de crédito;
  6. Caso aprovado, você receberá o valor na sua conta bancária cadastrada rapidamente.

Escolhendo um empreiteiro

Depois de restringir seus possíveis contratados, solicite lances de seus três ou quatro principais candidatos. Os orçamentos que você recebe podem parecer muito diferentes entre si, dependendo do processo individual do contratado e do entendimento do projeto. Isso pode tornar a comparação de lances muito mais difícil do que a maioria das pessoas imagina, mas esse é um ponto fundamental para planejar o pedido de empréstimo para construção.

Quanto mais planos de projeto detalhados você puder fornecer aos seus contratantes, mais precisas serão suas estimativas e mais fácil será comparar. Em geral, os orçamentos devem conter informações sobre:

      Detalhes e custos do projeto;

      Agenda de pagamentos;

      Cronograma;

      Materiais.

Importante: nem sempre o lance mais barato será a melhor opção. Uma oferta que vem bem abaixo das outras estimativas pode ser uma bandeira vermelha que indica que o empreiteiro é capaz de cortar custos ou usar materiais baratos. Isso pode impactar a aparência final da obra, bem como sua qualidade.

Ao comparar orçamentos, lembre-se de que o preço é apenas um fator. Ao manter uma visão holística do projeto e suas necessidades, você pode selecionar um lance e um contratante que funcionem melhor para sua situação específica, e, assim, realizar seu empréstimo para construção da forma mais exata possível.

Comparando orçamentos

Depois de restringir seus possíveis contratados, solicite lances de seus três ou quatro principais candidatos. Os orçamentos que você recebe podem parecer muito diferentes entre si, dependendo do processo individual do contratado e do entendimento do projeto. Isso pode tornar a comparação de lances muito mais difícil do que a maioria das pessoas imagina, mas esse é um ponto fundamental para planejar o pedido de empréstimo para construção.

Quanto mais planos de projeto detalhados você puder fornecer aos seus contratantes, mais precisas serão suas estimativas e mais fácil será comparar. Em geral, os orçamentos devem conter informações sobre:

      Detalhes e custos do projeto;

      Agenda de pagamentos;

      Cronograma;

      Materiais.

Importante: nem sempre o lance mais barato será a melhor opção. Uma oferta que vem bem abaixo das outras estimativas pode ser uma bandeira vermelha que indica que o empreiteiro é capaz de cortar custos ou usar materiais baratos. Isso pode impactar a aparência final da obra, bem como sua qualidade.

Ao comparar orçamentos, lembre-se de que o preço é apenas um fator. Ao manter uma visão holística do projeto e suas necessidades, você pode selecionar um lance e um contratante que funcionem melhor para sua situação específica, e, assim, realizar seu empréstimo para construção da forma mais exata possível.

Compreendendo contratos de construção

Depois de aceitar um orçamento do empreiteiro escolhido, você precisará assinar um contrato antes que o trabalho possa começar. Embora alguns contratados estejam dispostos a trabalhar sem contrato, você deve insistir em criar um, porque, em última análise, trata-se de proteger seus interesses.

Veja o que procurar em um contrato de um pequeno projeto de construção:

      Descrição do projeto: deve ser o mais detalhado possível e incluir o trabalho que será realizado, os materiais e produtos a serem utilizados e todos os custos associados;

      Tabela de pagamento: descreve quando o contratado será pago e em que condições. Esse dado é essencial para definir seu empréstimo para construção. Uma dica é vincular o pagamento à conclusão de marcos específicos;

      Licenças: detalhes sobre quem será responsável por retirar todas as autorizações e licenças necessárias com a prefeitura. O contratado geralmente lida com esses assuntos;

      Isenção de responsabilidade: essas isenções comprovam que o pagamento foi feito a subcontratados, ajudando a protegê-lo de problemas legais caso qualquer parte tente alegar que não foi paga por seu trabalho;

      Linha do tempo: descreve as principais datas e marcos do projeto. Embora isso possa mudar um pouco à medida que o projeto se desenvolve, ter um cronograma básico pode ajudá-lo a evitar atrasos desnecessários;

      Pedidos de alteração: você deve exigir que o contratado solicite sua permissão por escrito antes de realizar qualquer trabalho que não tenha sido incluído no escopo do projeto original;

      Contingências: certifique-se de incluir uma “rota de fuga”, ou seja, alguma forma que permita que você se afaste do projeto sem penalidade se certas condições não forem cumpridas.

Fazer uma construção, por menor que seja, sempre dá trabalho. Mas com um pouco de planejamento (e com suas opções de financiamento no lugar) é possível garantir o mínimo de dor de cabeça na hora de gerenciar a sua!

CENTRAL DE ATENDIMENTO

Disponível entre às 10 e 1 9 horas em dias úteis.

+55 11 3132-7266

contato@geru.com.br

Geru.com.br pertence à Geru Tecnologia e Serviços S.A. (Geru), CNPJ 20.955.843/0001-59, com sede na Rua Inácio Pereira da Rocha, 514, Pinheiros, São Paulo, SP, CEP: 05432-011. A Geru não é uma instituição financeira: somos uma correspondente bancária do Banco AndBank (Brasil) S.A. inscrito no CNPJ sob o Nº48.795.256/0001-69 e do Banco CBSS SA, inscrito no CNPJ sob o Nº 27.098.060/0001-45 nos termos da Resolução no 3.954, de 24 de fevereiro de 2011. Prazo de pagamento: de 12 meses a 36 meses. O custo efetivo pode variar de 2,00% a.m. (26,82% a.a.) até 9,50% a.m (197,15% a.a.). Exemplo: um empréstimo de R$ 10.000,00 em 24 meses terá parcelas de R$ 618,48, um valor total de R$ 14.843,52, juros de 3,4% a.m. (49,9% a.a.) e CET de 4,2% a.m (64,4% a.a.). Estes valores são exemplificativos e poderão variar de acordo com os critérios de aprovação de crédito da instituição financeira. Acesse nossas demonstrações financeiras por meio dos seguintes links: 20152016 e 2017.

%d blogueiros gostam disto: