Escolha uma Página Menu

Declaração de Imposto de Renda: o que precisa ser feito?

12 mar 2021 | Finanças, Institucional

A declaração de Imposto de Renda de 2021 já começou. Esse ano mais de 32 milhões de contribuintes farão acertos com a Receita Federal. Deverá declarar quem teve mais de R$28.559,70 em rendimentos tributáveis.

O prazo vai até 30 de abril e, além da declaração comum, quem fez empréstimo ou recebeu auxílio emergencial também deve declarar para a Receita Federal esses valores. Por isso, vem com a gente para entender melhor essas situações e ler algumas dicas sobre o IR 2021.

– Declaração do Empréstimo

Empréstimos pessoais acima de R$ 5 mil devem ser declarados para a Receita Federal, mesmo que tenha sido totalmente quitado até o fim do período vigente imediatamente anterior. O empréstimo não será tributado, mas ele representa uma movimentação considerável na sua renda e, portanto, deve ser declarado no seu IR.

Isso porque a Receita avalia todas as suas entradas e saídas ao longo do ano — dessa forma, tanto a entrada da quantia do empréstimo quanto os pagamentos mensais provocam oscilações no que você tem de patrimônio e, portanto, precisam ser avaliados pelo Fisco.

Se esse é o seu caso, leia o nosso texto sobre declaração de empréstimo no Imposto de Renda. E, qualquer dúvida, é só falar com nosso Time de Atendimento.

– Declaração do Auxílio Emergencial

Quem se beneficiou do Auxílio Emergencial e, com isso, recebeu acima de R$22.847,76 é obrigado a fazer a declaração. E, se liga: tem que devolver o valor recebido em um período. Confira todas as informações no site do Ministério da Cidadania.

Dito isso, é hora das dicas, acompanhe:


1 – Separe todos os documentos

O primeiro passo é ter em mãos todos os documentos necessários: RG, CPF e Título de Eleitor.

2 – Instale o programa da Receita Federal

É hora de baixar o programa da Receita Federal. É por ele que é feita a declaração. Caso seja a primeira vez, você deve iniciar a declaração do zero ou, se já declarou em anos anteriores, importe os dados da declaração do ano anterior e selecione a opção de declaração pré-preenchida.

3 – Preencha todos os campos e fichas da declaração 

Com os documentos em mãos, inclua as informações conforme as orientações solicitadas na plataforma. Tenha muito cuidado com essa etapa, pois muita gente acaba caindo na malha fina por preencher errado alguns campos.

4 – Transmita as informações

Preencheu tudo? Então, revise as informações para garantir que nada ficou para trás. Quando tiver tudo verificado, transmita sua declaração, gere uma cópia de segurança – para ano que vem não precisar preencher tudo novamente – e pronto!

Tendo concluído seu compromisso, relaxe. E lembre-se de que se precisar de alguma ajuda, é só falar com a gente.
A Geru tem um time de atendimento disponível de segunda a sexta, das 10h às 19h pronto para tirar dúvidas
e solucionar eventuais problemas de qualquer tema. 

 

%d blogueiros gostam disto: