Escolha uma Página Menu

Boleto: 5 dicas para não virar uma bola de neve

04 fev 2021 | Finanças, Finanças pós COVID-19

Atrasar boleto é chato, tira até o sono e, para alguns, acontece frequentemente. Segundo pesquisa feita pelo Instituto Locomotiva, só em abril de 2020, 91 milhões de brasileiros deixaram de pagar uma conta. Ou seja, 58% da população brasileira engavetou um boleto.

Mas, como não virar estatística por falta de dinheiro? Fique tranquilo que a gente ajuda você. Confira 5 dicas para não acumular boletos.

 

1 – Calma, nem tudo está perdido

O primeiro passo é não perder o controle. Não deixe que a instabilidade emocional tome se instale. Então, com calma, sente e pegue todos os boletos atrasados. Faças as contas, reveja os prazos, entenda os encargos e estabeleça as prioridades de pagamentos. Exemplo: contas de água e luz são sempre prioridades. Assim, com uma visão mais clara do que realmente você tem de pagar e qual boleto é mais importante, a situação começa a ganhar aquela famosa “luz no fim do túnel”.

2 – Agende o pagamento do boleto

Em tempos de aplicativos, QR codes, internet banking, PIX e mais, é comum termos muitas opções de serviços de finanças online, além dos próprios aplicativos de bancos, que auxiliam e muito na hora de entender e controlar sua vida financeira. Por isso, comece a pesquisar aplicativos que oferecem a opção de “agendar pagamentos”. Esse tipo de função te alerta sobre o boleto que irá vencer, a qual empresa você terá que pagar e o valor desta conta.

Assim, o aplicativo notifica sobre o pagamento e, em segundos, você paga aquele boleto em dia, evitando juros, cobranças e dor de cabeça.

3 – Centralize todos os boletos para a mesma data

Imagina ter que pagar um boleto por semana? Além de ter de ficar alerta sobre os pagamentos, é necessário um planejamento financeiro para que a cada semana você tenha uma quantia separada para cada boleto.

Sim, é possível ter esse planejamento. Mas, pense: se todas as suas contas vencerem no mesmo dia, você consegue se livrar dos boletos de uma vez só! Além de ser um alívio, é uma boa estratégia para não atrasar nenhum boleto.

Se possível, planeje seus pagamentos para um ou dois dias após receber seu salário.

4 – Renegocie o boleto

A crise econômica causada pela COVID-19 abalou a vida financeira do mundo todo. Mesmo as empresas oferecendo carência de até 3 meses no vencimento de parcelas, só no primeiro semestre de 2020 foram processados mais de
2 milhões de pedidos de renegociações de dívidas.

O número pode parecer grande, mas, segundo pesquisa da Mobills, mais da metade (51,2%) dos brasileiros não chegou a negociar nenhum pagamento de suas despesas durante a pandemia. É um número alto e que pode ser revertido.

Por isso, nossa maior dica aqui é: não tenha vergonha! Entre em contato com as empresas, ligue, converse e renegocie o boleto atrasado. Instituições estão muito mais abertas a oferecerem descontos e fecharem acordos que sejam bons para ambos os lados.

5 – Assuma uma nova dívida 

Essa dica pode parecer loucura, mas, caso você refaça as contas e perceba que não é possível pagar o boleto atrasado com o seu salário, então é hora de pensar em um empréstimo. Já falamos em nosso blog sobre os tipos de empréstimo e tudo que você precisa saber sobre eles.
E, claro, ao optar por solicitar crédito para quitar dívidas caras, escolha a Geru. Aqui você troca dívidas caras por mais baratas, justas e que cabem no seu bolso.

    %d blogueiros gostam disto: